Letra Le Toi Du Moi de Carla Bruni

Etiquetas:
Letra de canción
Francés
Enviar a un amigo |


Otras canciones de Carla Bruni

Song Scroller

Visitar letra | Letras de canciones
 
Color de fondo


Color de la letra

Copia este código y pégalo en tu blog o web para mostrar el song-scroller de Album Cancion y Letra

Califica la calidad de esta letra
Espere un momento...
Puntaje: 4,00/5. Total votos: 0

Je suis ton pile, tu es mon faces,
Toi mon nombril, et moi ta glace,
Tu es l'envie, et moi le geste,
T'es le citron, et moi le zeste.
Je suis le thé, tu es la tasse,
Toi la guitare, et moi la basse,
Tu es la pluie, tu es mes gouttes,
Tu es le oui, et moi le doute,
T'es le bouquet, je suis les fleurs,
Tu es l'aorte, et moi le coeur,
Toi, t'es l'instant, moi le bonheur,
Tu es le verre, je suis le vin,
Toi, tu es l'herbe, et moi le joint,
Tu es le vent, je suis la rafale,
Toi la raquette, et moi la balle,
T'es le jouet, et moi l'enfant,
T'es le vieillard, et moi le temps,

Je suis l'iris, tu es la pupille,
Je suis l'épice, toi la papille,
L'eau qui vient, et moi la bouche,
L'aube et moi le ciel qui se couche.
Tu es la liqueur, et moi l'ivresse,
Tu es le mensonge, moi la promesse,
T'es le guépard, moi la vitesse,
Tu es la main, moi la caresse,
Je suis l'enfer de ta pécheresse,
Tu es le Ciel, et moi la Terre,

Je suis l'oreille de ta musique,
Je suis le soleil de tes tropiques,
Je suis le tabac de ta pipe,
T'es le plaisir, je suis la faute,
Tu es la gamme et moi les notes,
Tu es la flamme, moi l'allumette.

Tes la chaleur, je suis la paresse,
T'es la torpeur, et moi la sieste,
T'es la fraîcheur, et moi l'averse,
Tu es les fesses, je suis la chaise,
Tu es bémol et moi je suis dièse.

T'es le Laurel de mon Hardy,
T'es le plaisir de mon soupir,
T'es la moustache de mon Trotsky,
T'es tous les éclats de mon rire,
Tu es le chant de ma sirène,
Tu es le sang et moi la veine,
T'es le jamais de mon toujours,
T'es mon amour, t'es mon amour.

Je suis ton pile, toi mon face,
Toi mon nombril, et moi ta glace,
Tu es l'envie, et moi le geste,
T'es le citron et moi le zeste,
Je suis le thé, tu es la tasse,
Toi La putain, et moi la passe...

Tu es la tombe et moi l'épitaphe,
Toi le texte et moi le paragraphe,
Toi le lapsus et moi la gaffe,
Toi l'élégance et moi la grâce,
Tu es l'effet, et moi la cause
Toi le divan, moi la névrose,
Toi l'épine, moi la rose...

Tu es la tristesse, moi le poète,
Tu es la belle et moi la bête,
Tu es le corps et moi la tête,
Tu es le corps, mm...
T'es le sérieux, moi l'insouciance,
Toi le flic, moi la balance,
Toi le gibier moi la potence,
Et toi l'ennui, et moi la transe,
T'es le très peu, moi le beaucoup,
Moi le sage, et toi le fou,
Tu es l'éclair, moi la foudre,
Toi la paille... et moi la poudre.
Tu es le surmoi de mon ça,
C?est toi Charybde et moi Scylla,
Tu es l'amer et moi le doux,
Tu es le néant, et moi le tout,
Tu es le chant de ma sirène,
Toi tu es le sang et moi la veine,
T'es le jamais de mon toujours,
T'es mon amour, t'es mon amour...

_______________________

O Você de Mim

Eu sou a sua coroa
Você é o meu rosto
Você, o meu umbigo
E eu, o seu gelo
Você é a vontade, e eu, o gesto
Você é o limão, e eu, o sabor
Eu sou o chá, você é a xícara
Você, a guitarra, e eu, o baixo

Eu sou a chuva, e você é minhas gotas
Você é o sim, e eu, a dúvida
Você é o bouquet, e eu sou as flores
Você é a aorta, e eu, o coração
Você, você é o instante, e eu, a felicidade
Você é o copo, eu sou o vinho
Você, você é a grama, e eu, o baseado
Você é o vento, eu sou o vendaval
Você, a raquete, e eu, a bola
Você é o brinquedo, e eu, a criança
Você é o velhote, e eu, o tempo
Eu sou a íris, você é a pupila
Eu sou o tempero, você, a papila
Você, a água que vem, e eu, a boca
Você, o nascer do sol, e eu, o céu que adormece
Você é o padre, e eu, a embriaguez
Você é a mentira, e eu, a preguiça
Você é o leopardo, e eu, a velocidade
Você é a mão, e eu, a carícia
Eu sou o inferno da sua pecadora
Você é o céu, e eu, a terra, hum
Eu sou a orelha da sua música
Eu sou o sol de seus trópicos
Eu sou o tabaco do seu charuto
Você é o prazer, e eu, o raio
Você é a escala, e eu, a nota
Você é a chama, e eu, o fósforo
Você é o calor, eu sou a preguiça
Você é o entorpecimento, e eu, o cochilo
Você é o frescor, e eu, o aguaceiro
Você é as nádegas, eu sou a cadeira
Você é bemol, e eu sou sustenido

Você é o Laurel do meu Hardy
Você é o prazer do meu suspiro
Você é o bigode do meu Trotsky
Você é todos os estalos da minha risada
Você é a melodia da minha sirene
Você é o sangue, e eu, a veia
Você é o jamais do meu sempre
Você é o meu amor, você é o meu amor
Tomado de AlbumCancionYLetra.com
Eu sou a sua coroa
Você, o meu rosto
Você, o meu umbigo
E eu, o seu gelo
Você é a vontade, e eu, o gesto
Você é o limão, e eu, o sabor
Eu sou o chá, você é a xícara
Você, a prostituta, e eu, o bordel
Você é o túmulo, e eu, o epitáfio
E você o texto, eu sou o parágrafo
Você é o erro, e eu, a gafe
Você é a elegância, e eu, a graça
Você é o efeito, e eu, a causa
Você é o divã, e eu, a neurose
Você é o espinho, eu sou a rosa
Você é a tristeza, eu sou o poeta
Você é a bela, eu sou a fera
Você é o corpo, eu sou a cabeça
Você é o corpo, hum
Você é a seriedade, eu sou a despreocupação
Você, o guarda, e eu, a balança
Você, o mau-caráter, e eu, a forca
Você é o tédio, e eu, o transe
Você, o muito pouco, e eu, o bastante
Eu, o sábio, e você, o idiota
Você é o raio, e eu, a pólvora
Você é a palha, e eu, a viga
Você é meu superego
Você é Charybde, e eu, Scylla
Você é a mãe, e eu, a dúvida
Você é o nada, e eu, o tudo
Você é a melodia da minha sirene
Você, você é o sangue da minha veia
Você é o jamais do meu sempre
Você é o meu amor, você é o meu amor